Saúde do trato urinário canino

Não espere os sintomas, cultive a saúde do seu cão

Além dos cuidados com alimentação e higiene, os nossos peludos contam conosco para cuidar de todos os âmbitos da saúde. Semana passada falamos sobre a saúde oral dos cães nas redes sociais e na newsletter, e hoje vamos falar sobre a saúde renal e do trato urinário. 

O trato urinário canino conta com os rins, a bexiga e a uretra, assim como nos humanos. Mas, você sabe qual é a função dos rins? 

São inúmeras, entre elas:

red heart  Controle da pressão arterial

ambulance  Limpar o sangue, removendo resíduos

police car light  Estimular a medula óssea para produzir hemáceas (glóbulos vermelhos)

pill  Produzir hormônios


Como saber quando há algo de errado?

Cães não reclamam, não usam nossas palavras e não conseguem apontar onde dói, então cabe a nós cuidar para que estejam em perfeita saúde e muito felizes. 

O ideal é não esperar algo estar errado: ao invés de remediar a doença, vamos tentar cultivar a saúde. Assim como nos humanos, a mesma doença pode ter sintomas distintos. E, ao mesmo tempo, muitas doenças diferentes têm sintomas parecidos. Cães, por exemplo, têm diarreia por uma variedade de mal estares, dos mais simples – como uma mudança de ração – aos mais sérios – como uma doença crônica. E uma infecção urinária pode fazer com que seu peludo faça mais xixi que o habitual, ou faça menos xixi que o habitual. Isso pode nos confundir muito!

Por isso nunca medique seu cão, sempre esteja atento aos sintomas e, acima de tudo: leve seu peludo ao veterinário regularmente, mesmo que ele esteja bem. Algumas das doenças que falaremos hoje não têm sintomas até estarem muito avançadas.

Atente se o seu peludo está com mais sede que habitual

Veja abaixo alguns sinais que podem indicar que seu peludo está com algum problema no trato urinário:

Infecção urinária
Cálculo renal
(pedras nos rins)
Doença Renal Crônica
Beber mais água que habitual (Polidipsia)
red circle
red circle
Fazer mais xixi que habitual (Poliúria)
red circle 
 red circle
red circle
Fazer menos xixi que habitual (Oligúria)
red circle 
Xixi com sangue (Hematúria)
red circle 
red circle
red circle
Xixi turvo
red circle
Xixi com cheiro mais forte que o normal
red circle
Esforço para fazer xixi, sem resultado
red circle
Dor para fazer xixi
red circle
Diarréia
red circle
red circle
Vômitos
red circle
red circle
Febre leve
red circle
Perda de apetite (Anorexia)
 red circle
red circle
red circle
Perda de peso
red circle
red circle
Moleza (Letargia)
Postura debruçada, não querer se mexer
red circle
Depressão
red circle
Lambidos repetidos na área genital
red circle
Dor nos flancos quando pressionados 
red circle
Uivo e choro sem motivo
red circle
Inflamação na área genital
red circle
Inflamação na área abdominal
red circle
Queda de pêlos
red circle
red circle
Considere a lista acima como exemplos de diferenças em comportamento e sintomas. Consulte sempre um profissional de saúde!

Infecção urinária

A infecção urinária pode ser causada por uma série de motivos, desde uma alimentação inadequada e pouco consumo de água, até segurar o xixi. Assim como os humanos. Atenção: quando recorrentes, as infecções urinárias podem ser sinal de cálculos renais! 

Para prevenir este problema de saúde, os profissionais de saúde recomendam:

  • Alimentação correta e equilibrada: evite petiscos industrializados e quaisquer alimentos ricos em sódio, cálcio, magnésio. Verifique com o veterinário a ração ideal para o seu peludo e evite dar alimentos humanos que possam desequilibrar a saúde dele.
  • Hidratação frequente: tenha sempre à disposição água fresca e limpa. O consumo de água no bebedouro canino costuma juntar “lodo” no fundo, e sujeiras como pêlos e ciscos na superfície. Troque a água diariamente e mantenha o pote limpo, longe de onde ele se alivia, longe do sol e de coisas que possam contaminar a água como lixo ou terra. 
  • Xixi livre! permitir que seu peludo urine com a frequência que seu corpo pede é essencial. Isso pode ser a cada hora, par de horas, ou algumas horas. Se você trabalha fora e não tem disponibilidade de sair múltiplas vezes ao dia para o passeio do xixi, ele ficará segurando. Por isso a recomendação de quem mora em casa sem quintal ou apartamento é ter uma área destinada ao alívio do seu peludo. Se tiver interesse em ensinar seu cãozinho a fazer xixi dentro de casa, verifique nosso conteúdo no blog. Se ele já fizer xixi em casa, mas ainda não acertar o “banheiro”, baixe nosso e-book Xixi no lugar certo. Estes conteúdos foram desenvolvidos pensando na saúde e bem estar do cão, são gratuitos, você não precisa adquirir algo especial, e podem ser implementados por todas as pessoas. 

Cálculo renal

Assim como nos humanos, há mais de um tipo de “pedra” nos rins. São de diferentes materiais, tamanhos e em diferentes lugares. O procedimento, geralmente, começa por aliviar a dor e então tratar o cálculo, para depois evitar que se formem novos. Algo que pode causar ou agravar um quadro de cálculo renal é o cuidado com a alimentação e hidratação do animal:

  • Rações e petiscos de má qualidade. 
  • Alimentos com alto conteúdo de cálcio, fósforo, magnésio e vitamina C (cálculo de cálcio)
  • Dietas ricas em proteína (carne ou vísceras)
  • Predisposição genética (cálculo de cistina). Raças como Dálmata, Buldogue inglês, Schnautzer miniatura, Yorkshire terrier, Terra-nova, Lhasa Apso, Cocker Spaniel, Pastor alemão e Shih Tzu têm predisposição.
  • Pouco consumo de a água (cálculo de ácido úrico).

Após o tratamento para a dor e o cálculo, as dicas de cima – para infecção urinária – são muito válidas para manter a saúde dos rins neste caso.

Doença Renal Crônica (DRC)

A Doença Renal Crônica pode ser diagnosticada pelo veterinário a partir de 25% de perda de função renal. Nesta fase o peludo ainda não tem sintomas, por isso é essencial o acompanhamento médico, mais de uma vez ao ano. Exames de sangue, por exemplo, apontam taxas de ureia e creatinina, que indicam como está o rim.

A DRC é um problema mais comum em animais de mais idade, mas pode acometer cães jovens. Os sintomas só se tornam perceptíveis após 75% de perda da função renal, é um perigo silencioso. Verifique com o veterinário a possibilidade de um check-up precoce e detalhado da função renal. 

A causa é muitas vezes desconhecida. Entre os fatores de risco estão:

. Infecções

. Toxinas

. Problemas de formação

. Disturbios hereditários

Após o diagnóstico, o controle e nutrição corretos são essenciais. Há dietas específicas para cães com problemas renais. Neste caso, evite dar outros alimentos para o seu cão, pois podem interferir no efeito do tratamento. 

Hematúria (sangue no xixi)

Se você identificou sangue no xixi do seu cão, não olhe apenas para o trato renal para obter respostas. Muitos tutores não dão a devida atenção a este sintoma, por ser algo relativamente comum na vida dos cachorros. Mas isso é um risco para a saúde do peludo! A presença do sangue pode ser sinal de muitas coisas: um trauma (impacto) que o machucou, um tumor, envenenamento ou até uma doença infecciosa

Se está na dúvida – achou o xixi um pouco mais escuro ou alaranjado, observe a ingestão de água do peludo. Se estiver ingerindo pouca água pode estar mais “concentrado”. Mas, além de incentivar o consumo de água fresca, fique de olho, marque uma consulta e considere a possibilidade de coletar urina para levar ao veterinário.

Se você possui um Weasy, pode adaptar a mangueira de escoamento para coletar uma amostra de urina. Higienize muito bem a bandeja e a mangueira, tampe a extremidade acoplada ao ralo e fique atento ao próximo xixi para realizar a coleta. 

“O aumento na longevidade dos pets tem ocorrido por conta da conscientização de que é de extrema importância que os tutores visitem o veterinário periodicamente. Uma vez que os animais não conseguem se expressar, não podem dizer o que dói e o que incomoda. O veterinário participa da prevenção e tratamento precoce de possíveis doenças, enquanto ferramentas como o Weasy auxiliam (e muito) na observação de sinais e sintomas clínicos – principalmente do trato urinário e digestório. Assim, de forma integrada, é possível um diagnóstico precoce de doenças oriundas destes sistemas.
Dra. Carol De Tomasi, médica veterinária

Importante

Se o seu cão tem alguma predisposição, fator de risco ou histórico de problema renal e você tiver interesse em adquirir um Weasy, opte pela opção Bandeja Branco Papel com tapete amarelo para facilitar a observação da urina, e deixe a mangueira de escoamento visível.

Não espere seu peludo ter sintomas, idade avançada ou sinal de algum problema. Consulte o veterinário mais de uma vez ao ano e converse sobre mais do que vacinas e anti-pulgas. Seu aUmigo pode estar lindo, animado, com o pelo brilhante… mas estar com algum problema silencioso. Vamos cuidar da saúde deles de forma preventiva, e não só da doença 😉

Deixe uma resposta