Tudo sobre treino: Aprender a usar o Weasy

Nos primeiros posts falamos sobre a importância de seu peludo ter todas suas necessidades básicas atendidas, para estar disposto a aprender. Falamos também sobre a estrutura da sua casa estar pronta, e ensinamos a instalar o Weasy e apresentar pro seu peludo. Agora chegou a hora de treinar no próprio banheiro inteligente.

Treinos para a adaptação canina

A lógica é simples, mas é importantíssimo não pular etapas:

Use o método antigo dele sobre o Weasy ou entre a bandeja e o tapete para que o peludo entenda. Se tiver um pouco de urina dele, é mais um atrativo. Quando seu cãozinho se aliviar no Weasy com o método antigo em cima (tapete higiênico, jornal, bandeja sanitária, grama sintética…), recompense. Mas recompense sempre! Cães entendem a regra, não a exceção. Dê preferência ao petisco favorito dele. Precisa ficar atento quando ele faz xixi ou cocô? sim. Se você for dar os parabéns e o petisco depois, sem ele saber o motivo, isso vai confundir e atrapalhar o treinamento. Ele precisa saber que se aliviar = petisco, neste começo. Dê preferência aos treinos logo após a refeição, quando os peludos costumam se aliviar. Para facilitar, estabeleça horários para comer – assim ele terá horário para se aliviar também. Caso não possa estar atento durante a semana, procure instalar no fim de semana e faça um intensivão até usar pela primeira vez. Evite limpar a sujeira dos “erros” na frente dele para que não ache que é uma forma de atenção. A cada par de dias, vá reduzindo o tamanho do tapete/jornal sobre o Weasy, até que seu peludo esteja se aliviando diretamente no Weasy. Pronto!

Caso você esteja se perguntando, filhotes podem utilizar o Weasy Cão desde que já estejam adaptados a um método – jornal, tapete higiênico, grama sintética, etc. O mesmo vale para cães idosos.

Temos um ebook gratuito em que você pode conferir uma grande variedade de treinos, é bem completo, confere aqui:

Baixar Treino Xixi no Weasy → xixi-no-meu-weasy

Além disso você pode conferir os videos passo a passo com orientações básicas para adaptação no Weasy, feitas em parceria com a Tudo de Cão. Aqui temos uma parte:

Para ver completo, é só ir na nossa página de treino, aqui.

Ao longo destes anos conversamos muito com nossos clientes, testamos diversas vezes todos nossos produtos e consultamos especialistas em comportamento. Destas interações saíram algumas dicas essenciais: os erros mais comuns que podem por tudo a perder, e os acertos que mudam tudo! Confere abaixo…

 


Dicas de ouro 

As dicas abaixo são testadas e aprovadas por nossos clientes e parceiros de comportamento canino. Respeite o tempo e o jeito do seu peludo e recompense da forma que ele vá gostar <3

  • Estímulo positivo

    Como recompensa inicial para a apresentação do Weasy, use o petisco favorito dele que será infalível! Associe a ação a uma palavra (sempre a mesma!) e, quando ele acertar, ao petisco. Com o tempo, quando seu peludo estiver adaptado, vá tirando o petisco mas mantenha o reforço positivo: recompense sempre! Se você estiver junto e seu cãozinho se aliviar no Weasy parabenize-o! Quem não gosta de ser reconhecido quando faz algo correto, não é mesmo? Faça a famosa“festinha”: abrace seu cãozinho, beije, faça carinho, converse. Temos certeza de que ele irá amar!

  • Sem pressa e com persistência

    Não retire o método antigo de imediato, mesmo que seu cãozinho já esteja se aliviando em cima do Weasy. Sugerimos sempre que a adaptação seja gradativa para que o animal não estranhe a mudança. Caso ele ainda erre com frequência, é necessário retomar os treinos utilizando o método antigo (tapete higiênico, jornal, bandeja sanitária, grama sintética…). Talvez a transição gradativa tenha sido muito rápida e por isso ele não está 100% adaptado, ainda. Não se preocupe! Lembre-se que cada cãozinho tem o seu tempo, é normal que uns precisem de um prazo um pouquinho mais longo para se adaptar! Ou mesmo daquela revisão esperta de fim de curso.

  • Ignore os erros!

    Erros irão acontecer, lembre-se que seu cãozinho está passando por um processo novo de aprendizagem. Ignore os erros e recompense os acertos! Além disso, quando for limpar o local errado em que ele se aliviou, tente não realizar a limpeza na frente do seu peludo. Por quê? Porque se você limpar na frente dele, ele poderá associar a uma forma de chamar a sua atenção.

  • Limpeza da área

    Tente deixar o ambiente sempre limpo, isso evitará os erros. Nenhum cão gosta de se aliviar em um local que já está sujo. Inclusive nós, não é mesmo? rs

  • Compreensão e parceria

    Caso seu peludo pareça ter aprendido e depois desaprendido, não perca a paciência. Assim como nós humanos, que às vezes não temos um dia legal ou estamos querendo chamar atenção, seu peludo também pode passar por isso. Ele pode estar de mau humor, rebelde ou querendo mais tempo com você. Procure manter uma rotina estimulante para ele ficar sempre feliz e disposto – carinho, brincadeira, passeio (e não só por conta do Weasy, né? rs).


Ciladas e erros 

Fique atento, pois as situações que vamos citar abaixo podem colocar tudo por água abaixo. Garanta o sucesso da adaptação e evite ao máximo cair numa dessas ciladas…

  • Reforço negativo

    Brigar, gritar, assustar ou bater no cãozinho quando ele errar é o primeiro erro que nunca, nunca mesmo devemos cometer. Já está comprovado que cães e humanos aprenderem melhor e de forma mais efetiva quando existe por trás a recompensa positiva e não a recompensa negativa. Erros são comuns, eles irão acontecer. Seu peludo vai aprender, mas é necessário aplicar os treinos de forma correta, se dedicar diariamente e ter paciência para entender que cada peludo tem seu tempo de adaptação!

  • Forçar o bichinho a subir no Weasy

    Nunca (nunca, nunquinha mesmo!) coloque seu cãozinho em cima do Weasy. Nem pegando-o no colo, nem pegando duas patas, nem empurrando, nem puxando com coleira (ou peitoral, ou enforcadeira). Ele precisa subir sozinho, com você incentivando-o com o petisco. Cada cãozinho tem o seu tempo e devemos respeitar.

  • Interromper o xixi

    Outro erro comum é interromper seu peludo quando ele estiver se aliviando em um local errado, ou até pior: pegar ele nesse momento e levá-lo até o Weasy. Entendemos as boas intenções, mas esse ato poderá trazer complicações comportamentais e até de saúde como, por exemplo, seu cãozinho prender o xixi e não querer mais e aliviar dentro de casa ou perto de você, porque vai entender que está fazendo algo incorreto.

  • Negligenciar ou banalizar a recompensa

    Um dos principais erros é não recompensar o acerto. É essencial recompensar sempre. Mas a recompensa com petisco é uma etapa para o aprendizado, um atrativo inicial para associar a ação de subir no Weasy ou se aliviar com algo positivo. Não pode ser eterna, senão vira algo esperado em vez de um prêmio. Por isso é importante um comando de voz junto com o petisco, para você ir tirando o petisco mas mantendo o comando de voz e o reforço positivo, conversando com ele.

  • Ir rápido demais

    Se o seu cãozinho estava aprendendo e quando você parou com o petisco ele “desaprendeu”, é por que ainda não tinha completado essa etapa. Tenha calma e respeite o tempo dele, volte um pouco para trás que vai dar certo.


 

Normalmente quando a gente tem pressa pra terminar algo, acabamos pulando alguma etapa e é assim, pulando etapas, que não dá certo. Por isso, é importante se organizar e colocar todas essas orientações em prática de forma bem gradual e constante.

Todos os materiais ficarão disponíveis aqui no blog. Então, se surgir alguma dúvida durante o processo, não lembrar muito bem as orientações, é só voltar no material correto e checar novamente.

Qualquer cão pode aprender. Só depende de você, acredite! Agora é focar no treinamento para colher os resultados!

Curtiu? No nosso próximo post vamos falar sobre manutenção do sucesso e higienização do Weasy. Até lá!